Rosas: sublime inspiração na joalheria

Joaillerie – le Bal des Roses, prova mais uma vez que quando nos falta inspiração, seja no design ou em qualquer campo de nossas vidas, a natureza está eternamente presente com exuberância, fartura, fortúnio, vivacidade, em infinitude de formas, cores, contrastes.

Aqueles que se dispuserem a dar-se uma pausa para a contemplação poderão também utilizar-se dela em cada gesto, na sua máxima forma de expressão.

Roupas

Fendi e Liz Taylor. Foto Mptvimages/Yannis Vlamos. GoRunaway.com

…”mesmo mudando tanto

de roupa

e, na roupa,

mudando de cor, tamanho e tecido,

o que ninguém muda…

é o estilo…

É como se a personalidade

conseguisse aparecer

em cada olhar, cada gesto,

em cada combinação

de calça, calçado ou blusa

com todo o resto.

Melhor dizendo:

não é que a personalidade

consiga aparecer, intrusa,

contra a nossa vontade:

nós é que damos um jeito de sempre mostrá-la.”

Trecho do poema “As roupas” de José Santos e Luiz Guilherme Piva, do livro Poemas para Vestir.